sábado, 8 de março de 2014

Mercado Editorial – Capistas

Reprodução: 

Mercado Editorial – Capistas

Recebi
este e-mail recentemente de uma chocoleitora! Achei bem pertinente e
perguntei se poderia transformar sua dúvida em post, afinal, pode ser
uma curiosidade de muitos! Como também gosto só um pouquinho de livros – e capas, achei que seria legal.



Sou apaixonada por livros e gostaria de me especializar
nessa área, para quem sabe um dia trabalhar em uma editora. Uma das
minhas dúvidas é: o serviço de diagramação/design de capa é sempre
terceirizado? As editoras não possuem designers só para isso? (…)
O mercado editorial para capistas – ou designers de capas – sempre
foi bastante promissor, mesmo sabendo que não é possível considerá-lo
como um segmento exclusivo, devido ao grande número de profissionais que
produzem materiais gráficos de qualidade e, entre eles, capas
fantásticas para livros. Dois exemplos, entre tantos, são os trabalhos
de Moema Cavalcanti e Rui de Oliveira.



Capas de Rui de Oliveira
Capas de Rui de Oliveira
Capas de Moema Cavalcanti
Capas de Moema Cavalcanti
As editoras tanto trabalham com freelancer, em projetos específicos, quanto com designers in loco,
contratados para tal função, sendo responsável, diversas vezes pelo
projeto gráfico do livro como um todo e não apenas as capas.



Já possuindo uma formação em design, o caminho mais fácil para se
aventurar nessa área seria a releitura de capas de livros que você gosta
para ter um portfolio para apresentar em visitas às editoras que
pretende atuar. Com o tempo poderá alterar suas capas fictícias por
projetos reais.



Se ainda está terminando sua formação, tente direcionar os trabalhos
finais para esse segmento. Como inspiração existem várias nos portfolios
on-line, como por exemplo:



Projeto de Nathalia Cury (http://cargocollective.com/nathaliacury)
Projeto de Nathalia Cury (http://cargocollective.com/nathaliacury)

Cursos e afins

Existe, também, uma ação da Editora Unesp que se chama Universidade do Livro
onde oferece cursos (relativamente baratos), inclusive à distância,
para quem quer trabalhar nesse ramo (editoras, editores, designer, etc).
Além de encontrar diversos cursos de design editorial, no Senac, ESPM,
Fundação Getúlio Vargas, enfim é só procurar um pouquinho o mais
próximo.



Para facilitar o trabalho, o designer de capas Rubens Lima, criou um blog/Facebook
dedicado ao universo do capista e sua função como tal, bastante
esclarecedor para quem está começando ou mesmo buscando compreender
melhor alguns termos e mecanismos deste fascinante mercado.



Capas de Rubens Lima
Capas de Rubens Lima
Vale lembrar que a formação é pessoal e, independente da Instituição
ou do nome do curso, seu esforço e seu repertório cultural e visual é
que fazem a diferença no mercado, afinal, ferramenta todos tem, o
importante é sua forma de usá-las!



O segmento de revistas também faz parte do mercado editorial e neste rumo, blogs como Faz Caber, da Revista Época e o Tudo sobre Revistas, são alguns importantes endereços que devem ser vistos com frequência para inspiração.


Espero ter ajudado.




Confira o artigo original publicado pelo Choco La Design:
Mercado Editorial – Capistas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário. Sua contribuição será muito importante na reconstrução do meu conhecimento!