quarta-feira, 27 de março de 2013

Alerta sobre compartilhamento de fotos

Cuidados com a nossa imagem e segurança virtual e pessoal nunca é demais. Todos os dias, crianças e adolescentes, mal instruídos e despreparados, se expõem de maneira perigosa na rede! Vamos ter mais cuidado?



(Reprodução)


Quem usa as mídias sociais com frequência vê diariamente na timeline do Facebook, Twitter e Instagram fotos pessoais de outras pessoas. Se aquela garota que postou a foto de biquíni na praia já corre risco de ter esta imagem colocada em um site de acompanhantes, por exemplo, imagine o perigo que crianças e adolescentes correm ao colocar na internet uma imagem com mesmo tipo de conteúdo.
 
Photo_Children

 
Pra divulgar a Semana de Conscientização da Juventude, a Children of the Street Society lançou este vídeo com uma garota contando como confiou em um estranho ao enviar uma foto dela.
 



Fica o alerta sobre a importância de conversar com crianças e adolescentes sobre esta atitude de compartilhar toda a vida dela na internet.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Coleção Aplauso: merece aplausos!

Essa dica do Thiago de Farias @ThiagFaria publicada no Canal do Ensino merece aplausos!

(Reprodução)

Preservar a memória da cultura nacional e democratizar o acesso ao conhecimento são os princípios da Coleção Aplauso, lançada pela Imprensa Oficial. Neste site você encontra biografias de artistas, cineastas e dramaturgos além de roteiros de cinema, peças de teatro e a história de diversas emissoras de TV. Todo esse acervo digital pode ser acessado gratuitamente.
Em um clique, você viaja pela história do cinema, da televisão e do teatro brasileiro na companhia de seus principais protagonistas. Uma ação para estudantes, pesquisadores e interessados na história da nossa cultura.
 
 
 
 
 

Dicas para Administrar o Tempo dos Filhos na Internet

 
Artigo de Ana Paula Barros de Paiva
 
 
(Reprodução)

Dicas para Administrar o Tempo dos Filhos na Internet
Antes das sugestões para administrar o tempo dos filhos na internet, redes sociais e jogos, é interessante analisar qual o tempo que os pais ou responsáveis pela criança utilizam navegando pelas redes sociais, jogos e no uso da internet em geral.

Reflita se, como responsável, você está sendo um exemplo de internauta descontrolado ou um internauta para benefício próprio.

Percebendo isso, você, então, terá postura e falas convincentes para apoiar o filho na administração de seu tempo.

1.Acompanhe as Redes Sociais do seu filho.
Ele, certamente, possui uma diversidade de páginas sociais, e-mails, aplicativos de bate-papo espontâneo (alguns, talvez, você ainda não conheça).

2.Procure sempre conversar com ele sobre como encontra os amigos na internet.
Seja amigo do seu filho! Antes de corrigi-lo, entenda como acontece sua busca por amigos e o porquê de a internet ser tão importante para ele.

3.Jogue com seu filho.
O que pode ser tão divertido no computador, que ele opta por mais tempo na frente dele do que brincando de bola ou qualquer coisa do tipo? Experimente jogar com ele, de modo a propor atividades externas tão divertidas quanto os jogos digitais.

4.Imponha um tempo-limite diário.
Ele fica horas à frente do computador, passa a noite acordado e vai mal nas aulas. Então, é hora de colocar um limite! Não existe um tempo adequado, mas os pais e/ou responsáveis precisam ficar em alerta. Tudo na vida precisa de limites, tudo que é demais prejudica uma vida saudável.

5.Converse sempre.
Percebendo qualquer atitude diferente em seu filho, chame-o para conversar (Importante conversar sempre, não apenas quando algo errado estiver acontecendo). Seja uma pessoa de confiança, para que ele sempre tenha liberdade e sinta-se à vontade para contar sobre a vida dele para você.

6.Não demonstre “raiva” frente a esses recursos tecnológicos.
A “raiva” pode ser um incentivador de buscas incansáveis pela internet, daquilo que não agrega pontos positivos para a vida. Para você, essa alta tecnologia pode ser algo muito ruim, mas para seu filho não é. Afinal, para crianças, adolescentes e jovens de hoje, é a coisa mais “prazerosa” que foi criada.

7.No meu tempo não era assim.
Mas no tempo deles tem sido! Então, a alternativa é: Aprenda a usar e tenha suas páginas nas redes sociais, assim, você poderá seguir seu filho e entender um pouco desse “mundo” que tanto lhe atrai.

8.Faça refletir.
Mostre a ele os aspectos positivos e negativos de viver conectado, ganhos e perdas. Faça-o perceber o tempo, bem como é ele que terá que ter responsabilidade e a autonomia no gerenciamento desse tempo. Portanto, ele também assumirá as consequências que possam vir.

Atualmente, falar de Educação está ficando cada vez mais delicado, é preciso mudanças não somente no contexto social, como também nas famílias.

Os pais são consumidos pelo trabalho, e os filhos levados ao consumismo, pois muitos pais tentam suprir sua ausência com bens materiais.

Por isso, tem sido cada vez mais importante aproveitar o tempo com as“joias” mais raras que uma pessoa pode ter, a família, estar junto, um viés que se abre a cada ano.
....................................................................
 
Este artigo é de Ana Paula Barros de Paiva Orientadora Educacional na área de Informática Educacional na empresa Planeta Educação; Graduada em Pedagogia com ênfase em projetos educativos, tendo larga experiência no ensino e desenvolvimento da Educação Infantil em escolas públicas e privadas. E-mail: anapaula.paiva@fk1.com.br

Aluno da Educação a Distância – Autonomia que dá resultado

Olá queridos(as), trago aqui um aritgo postado no Canal do Ensino sobre EaD e a  autonomia do estudante! Aproveitem.
 
 
(Reprodução)
 
A autonomia do aluno EAD e seus benefícios ao mercado de trabalho.
Antes de traçarmos um paralelo entre a autonomia do aluno e as vantagens que o mercado de trabalho virá a ter contratando esse profissional, vamos a um breve conceito de autonomia.
Para Piaget (1998) O aluno que possui autonomia não preenche sua memória com avalanches de conhecimento, mas utiliza os ensinamentos de forma relevante para tomar decisões ativamente.
Esse é o perfil do aluno EAD, os cursos na modalidade superior tecnológica a distancia (não confundir com curso técnico) são formatados para atender as necessidades do profissional e do mercado de trabalho. O aluno que ingressa em uma dessas opções já tem um foco, ou seja, tomou a decisão sobre quais conhecimentos serão úteis para que ele possa resolver os desafios do trabalho. Esse profissional quer desenvolver a sua carreira aperfeiçoando seus conhecimentos passados de acordo com as necessidades do cenário em que ele atua.
Delegar para um profissional que está realmente focado e apto a tomar decisões de modo autônomo (profissional e maduro), facilita e muito a “vida” do nível gerencial e institucional. Agregando esse valor humano, às organizações criam um diferencial com relação as que não flexibilizam a sua forma de seleção. Aproveitem esse potencial, destaque a sua empresa. Obrigado pela leitura.
 
Fonte: PIAGET, J. A psicologia da criança. Ed Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998. Administradores
 
Curta o Canal do Ensino também no Facebook e siga os posts no @canaldoensino.
 
 

sábado, 2 de março de 2013

A humildade pedagógica!

"Qual é a finalidade de a gente fazer o que faz?"
 
 
Descubra com o querido Mario Sérgio Cortella:
 
http://youtu.be/nkrbPKERiSU

E, vamos fazendo educação..."come together"!