quinta-feira, 20 de junho de 2013

Entrevistas sobre Educação a Distância - trabalhos dos meus alunos de Pedagogia

Prezados alunos e visitantes (este post vai ficar enorme e peço-lhes desculpa por isso), só os fortes conseguirão ler até o final...

Atualmente tenho tido poucos momentos de felicidade quando relacionados à profissão docente. Muitos são os entraves e pedras colocados nos caminhos dos professores. Sinto informar-lhes, sem educadores não é possível educar. Esses pensamentos mais recentes me fizeram lembrar de um professor, da minha época de graduação, ao qual não dei o devido valor na época, pois não consegui compreender a profundidade do que ele tentava me ensinar naquele momento. Só muitos anos depois, pude compreender que o que ele dizia, e era exatamente isso: “Só crescemos e criamos mediante a dor. Precisamos sofrer para aprender e criar".
No entanto, vez ou outra, em meio a toda essa luta de querer ensinar sem sucesso, conseguimos momentos de alegria intensa. Esta semana, tive um momento assim. Ao receber os trabalhos do 5º período de Pedagogia, pude compreender porque eu continuo insistindo nesta profissão.
Ao mesmo tempo em que fico feliz sinto um leve desconforto, pois sei que é o último semestre desta turma e muitos alunos deixarão saudades.
Poucos deles sabem, ou imaginam, o quanto me ensinaram e cativaram. Na verdade, pode ser este o motivo de continuar tentando. Gosto tanto de aprender, provavelmente mais do que ensinar.
Aprendi com todos eles mas, alguns, em especial, me ensinaram coisas realmente simples e importantes. Com o Edvaldo, que toda manhã fica sentadinho na entrada da biblioteca, aprendi que ler pode ser em qualquer lugar e a qualquer hora que tiver disponível, nem que seja às 7h50 da manhã, enquanto espera a biblioteca abrir. A Maria Inês, cujo filho já foi meu aluno também, aprendi que é perfeitamente possível ser mãe, esposa, dona de casa, trabalhar fora e ser aluna com muita dedicação. Tudo isso tirando sempre as melhores notas. Com o Elson, aprendi que o esforço, por maior que seja, nem sempre vence o cansaço e o sono em sala de aula. No meio da aula, muitas vezes, o pego dormindo como se estivesse sorrindo para mim e dizendo: professora, fique tranquila, também aprendo enquanto durmo. A Angélica, que é angelical não apenas no nome, me ensinou que a juventude, a delicadeza e a beleza, andam bem juntas e também são competentes. Com a Nádia, (ah, essa Nádia me deu um trabalho), aprendi muito sobre o poder de meio ponto na média de um bimestre. Meio ponto pode causar um “enfurecimento” surreal, principalmente se for meio ponto a menos do que a média tirada em Matemática (que ela julga ser mais difícil do que minha disciplina). Tudo bem Nádia, mas, 9,5 e 10,0, é quase a mesma coisa. Não é! Ah, e tem a Claudinhha, baixinha e arretada de interessada. Essa tá entrando em uma roubada, quer ser minha orientanda! Sem contar a Neusa, mais hiperativa do que ela não conheço, fala o tempo inteiro e também anota tudo o que falo, com vírgulas e "poréns". Com ela aprendi que preciso reduzir o tempo de mudança dos slides...estou tentando Neusa, eu juro! É muita gente. Não é possível contar sobre todos e tudo que me ensinaram aqui.

Bem, nem preciso dizer que já estou sentindo falta desse pessoal que tanto me ensinou. Para vocês entenderem, o que estes e outros personagens me proporcionaram neste último semestre, assistam aos vídeos dos seus trabalhos de encerramento de semestre: Entrevista com alunos de EaD. 


Com vocês, entrevistas e opiniões diversas sobre a Educação a Distância.

Agradecimentos especiais aos entrevistados, que colaboraram com meus alunos e proporcionaram uma imensa aprendizagem a todos eles.

 .....

Antes de assistirem ao vídeos, gostaria de comentar brevemente como foi o início desse projeto:

No começo deste semestre letivo eu lancei uma proposta aos alunos da disciplina de Educação a Distância, incentivando-os a fazer um curso a distância, de sua livre escolha, no lugar de fazerem os trabalhos presenciais da disciplina. Eu acompanhei todos os alunos, por meio de seus logins e senhas, que foram cedidos por eles próprios, para que eu pudesse acompanhar sua evolução e rendimento nos cursos.

Dessa proposta, surgiu o trabalho do 2º bimestre onde, os alunos que não fizeram os cursos a distância, deveriam entrevistar os colegas que os fizeram e aprender com eles.

Então, vamos lá!?

Entrevista 1: esta entrevista foi realizada com a nossa aluna do curso de Pedagogia, Cristiane, que antes de ser nossa aluna foi aluna de Graduação na modalidade a Distância:
 

Entrevista 2: esta entrevista foi realizada com a Michele, que também é nossa aluna. Michele foi uma das alunas que aceitou o desafio do semestre e agora conta o que aprendeu:

Entrevista 3: alguns grupos foram além, saíram da proposta inicial e buscaram outros amigos, conhecidos e professores, que já passaram pela experiência da Educação a Distância. Este é um deles, entrevista com professora Luzia Cruz.



Entrevista 4: o Edvaldo, sim, aquele que fica lendo toda as manhãs...de aluno virou repórter por um dia! Agora é comigo Edvaldo...rsrsrs. Achou que eu não ia retribuir esta super entrevista? Agradeço, de coração, à Cristina e ao Francisco, pela disponibilidade e atenção. Seus ensinamentos são muito importantes para meus alunos.


Até registro após o momento da gravação o Edvaldo entregou:
Francisco, Cristina, Elson(aluno), Neusa(aluna) e Edvaldo (trio parada dura)!

Entrevista 5: este Grupo entrevistou a Juliana Medeiros, muito legal!



Entrevista 6: aqui, nossa repórter especial foi a Ivana, entrevistando a querida Larissa Nossa Martinez!




Entrevista 7: a entrevista aqui é especial! Angélica, aquela, angelical que só ela....




Entrevista 8: e, essa é a edição especial da "TV UNI"...criatividade a mil dessa turma, com direito a cenário! E, a Mariana (entrevistadora), um pouquinho nervosa mas sempre charmosa, com figurino de repórter! A entrevistada é, ninguém menos, do que a querida Claudinha! Já falei dela lá em cima. Dispensa mais comentários.



Não foi possível postar todos os vídeos no Youtube, nem relatar aqui todos os bons trabalhos. Peço desculpas a quem ficou de fora.

Obrigada a todos os alunos pelo empenho!


Um abraço aos que citei aqui, aos que não citei, um abraço imenso...pois minhas memórias são muitas e não cabem neste blog! A todos, o meu muito obrigada pelas experiências trocadas e as conversas de final de aula! Sucesso a todos vocês...

7 comentários:

  1. PROFESSORA ISSO FICOU SHOW!!!! ELAINE 4º PERÍODO DE PEDAGOGIA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Inês 23/06/2103, obrigada pelo comentário você tirou lágrimas e não posso borrar,pois estou no trabalho. Se conseguimos é porque tivemos sua orientação, você sabe. Parabéns a todos que a tem como mestre.

      Excluir
    2. oi, prô, amei mais sua dedicatória a nós do que a filmagem,creio que todos nós ficamos muito emocionados de saber que alguém valoriza nosso trabalho em meio a um mundo tão individualista, capitalista, escolhi vc como orientanda, por ver sua competência em cumprir seu trabalho com integridade e fidelidade, parabéns pra vc que nos ajudou a conhecer esse mundo tecnológico que embora pareça muito complicado, nos leva a buscar cada vez mais como aprender e ensinar.

      Excluir
  2. quem fez este último comentário sou eu a Claudinha, que ainda estou na tentativa de aprender mais e mais tecnologia, ainda vou te dar muita dor de cabeça, kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. É isso meninas, resultado do vosso trabalho dedicado!

    ResponderExcluir
  4. eu, Cristiane Adamastor, lhe disse uma vez que sua aula era ótima, mas o tempo era pouco para o muito que vc queria passar, obrigada Pro, por tudo, valeu mesmo, Deus te abençoe por conseguir ver o que muitos professores não veêm em nós alunos.

    ResponderExcluir
  5. Eu é que tenho que agradecer Cristiane!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário. Sua contribuição será muito importante na reconstrução do meu conhecimento!