quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Vamos à caça?

Meu texto desta semana para o Professores Transformadores...Vamos à caça?


Caros leitores, antes de entrar no assunto de hoje, preciso dar algumas explicações. Nem de longe me considero uma pessoa divertida (embora eu saiba que a maioria se diverte com meu jeito levemente espontâneo de ser), não gosto de desenhos animados e não tenho ânimo para jogos (pelo menos, não por tempo prolongado). Certamente, isso se deve a fatores e vivências pelas quais eu passei, mas isso não vem ao caso agora. De fato, não sou uma pessoa de espírito infantil e não lamento por isso. Seriedade e racionalidade me trouxeram até aqui e não posso reclamar do que conquistei por meio delas. Também não sinto que, com a idade, isso possa mudar. Lembro-me que, aos 14 ou 15 anos, as pessoas costumavam se espantar com minha responsabilidade e maturidade. Hoje, sinto-me mais leve, menos tensa e sorrio com maior frequência, pois já não carrego a instabilidade da adolescência, nem os problemas que me atormentaram naquele período, mas continuo não gostando de brincadeiras e totalmente sem paciência para isso.

Continua...

Leia na íntegra:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário. Sua contribuição será muito importante na reconstrução do meu conhecimento!